8/Críticas

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Guardiões da Galáxia - Vol. 2: A aventura ficou maior e mais séria


Ao contrário da grande maioria, confesso que não sou muito fã do primeiro filme e a expectativa estava um pouco baixa para esse. Nessa continuação acompanhamos a equipe em uma nova aventura repleta de piadas a todo momento (em alguns momentos são até um pouco demais) e ao mesmo tempo que nos deparamos com as respostas deixadas sobre o passado de Peter Quill no primeiro filme.


O começo da história me passou a impressão de que seria somente uma zoeira total e que não teria um enredo forte e consistente, mas no terceiro ato onde a impressionante motivação do vilão é revelada e a situação fica mais séria de verdade, é que o filme me conquista de vez. Novos e interessantes personagens são apresentados e outros estão um pouco diferentes do longa anterior: grandes destaques para o poderoso e complexo Ego (ótima adaptação dos quadrinhos e por não ficar “over” demais), a excelente transição de vilão a herói do Yondu (personagem de Michael Rooker) e com certeza a unanimidade geral, o fofinho Groot.

O final é super emocionante e me surpreendeu positivamente por acabar nesse clima tocante, causando um contraste bacana com o início da trama. Das 5 cenas pós crédito do filme, destaco a cena super criativa envolvendo o Groot adolescente: muito divertida! O 3D é sensacional e dá pena de ver que as TV 3D estão fora de linha e as edições home vídeo nesse formato não chegarão a um grande público, se limitando apenas aos cinemas. Sem nenhuma Joia do Infinito  nessa história e somado as consequências causadas na Terra, a Marvel agora deixa um gostinho do que vem por aí no seu universo cinematográfico.

Nota: 9.3,
Share This
Nenhum comentário:

404

We Are Sorry, Page Not Found

Apologies, but the page you requested could not be found.

Home