8/Pantera Negra

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Jumanji: Bem-vindo à Selva - um filme muito diferente do original! Mas isso significa que é ruim?


Nessa continuação, Jumanji: Bem-Vindo à Selva ganha um ar mais moderno e traz algo diferente para a história! Nela, um jovem encontra o tabuleiro na praia lá em 1996 (similar ao final do primeiro filme) e o jogo gera magicamente uma fita de vídeo gama em seu interior, transportando-o para a realidade do game. Vinte anos depois, esse console é encontrado por um grupo de colegas que estão na detenção da escola e o mesmo acontece também com eles, começando toda a aventura do filme. Agindo com seus avatares com características muito diferentes deles mesmos, os adolescentes devem realizar as tarefas e passar as diversas fases do jogo, atingindo o objetivo final da programação, ao mesmo tempo que devem tomar cuidado com as três "vidas" que possuem.


Todos os atores estão muito bem e os personagens se completam de uma maneira muito natural quando nos referimos às suas forças/habilidades (percebe-se aqui que tudo foi muito bem pensado), mas Kevin Hart rouba a cena com as ótimas tiradas e seu tipo hilário. Ao contrário do ótimo 3D, um ponto fraco do filme é o CGI, onde em muitas cenas fica muito claro de que se trata de computação gráfica (como alguns animais e as diversas perseguições com fundo falso), mas que não chega ao ponto de estragar a experiência de imersão no filme (a cena de perseguição dos rinocerontes ao helicóptero que está planando e não consegue levar vôo é a mais incrível, diferente e empolgante). 


Pra quem pediu um toque de nostalgia, temos uma pequena homenagem à Robin Williams, onde é mostrado uma gravação em uma placa de madeira que revela ser a moradia na selva do protagonista do filme passado.

Após um filme todo divertido e com muita aventura que nos é injetada na veia, ele acaba entregando um final emocionante e que aquece o coração dos espectadores, nos fazendo pensar que valeu a pena esperar por essa continuação, mesmo que ele não consiga superar o longa original.

Share This
Nenhum comentário:

404

We Are Sorry, Page Not Found

Apologies, but the page you requested could not be found.

Home