A Forma da Água - a bela e envolvente fantasia de Guillermo del Toro



A Forma da Água conta a história de uma auxiliar de limpeza que perdeu a voz quando criança, e que atualmente, após ser chamada para realizar a limpeza num determinado local da empresa onde trabalha, descobre que que algo muito sério está sendo escondido pelos chefes. A partir daí, e em segredo, essa mulher vai conhecendo cada vez melhor uma estranha criatura aquática, estabelecendo uma relação de amor com o ser, a ponto de arquitetar sua fuga do local.


A história é pra lá de bela, fantasiosa e envolvente, além de todos os personagens, de um jeito ou de outro, conseguirem nos conquistar e nos fazem torcer pelas suas ações. O filme ainda consegue te despertar vários sentimentos durante todo o seu decorrer: empatia pela protagonista, de amizade pela simpática colega de trabalho (Octavia Spencer) e se colega de quarto (Richard Jenkins), nojo com algumas cenas envolvendo sangue, estranheza na relação íntima entre a mulher e o "monstro" e muita raiva do "vilão", muita mesmo.

O monstro criado por Guilhermo Del Toro é muito similar ao criado por ele mesmo Hellboy 2, mas mesmo assim consegue chamar muito a atenção pela beleza e riqueza de detalhes. 


Já o visual de todo filme é muito marcante e peculiar, podendo ser reconhecido facilmente por qualquer um quando o filme estiver passando pela TV futuramente, por exemplo. Acho também que algumas cenas de nudez e sexo poderiam ser evitadas para uma redução de censura e atingir um público maior, pois tranquilamente poderia se passar por um conto de fadas para toda família (mas também entendo aqui a intenção do diretor ao tentar inovar). Por fim, fiquei pensando: como tudo isso pode acabar? Qual seria o melhor desfecho para o longa-metragem? E não é que eles conseguem nos entregar um final perfeito (triste e feliz ao mesmo tempo) e que condiz com tudo o que acompanhamos durante todo o trajeto! 

A Forma da Água - a bela e envolvente fantasia de Guillermo del Toro A Forma da Água - a bela e envolvente fantasia de Guillermo del Toro Reviewed by Alexandre Exterkoetter on sábado, fevereiro 17, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.